Buscar
 

Arquivo de Notícias

03/09/2019

Propostas aprovadas em conferência serão avaliadas para inclusão no Plano Municipal de Segurança Urbana e Cidadania

27 propostas foram votadas e aprovadas na plenária final ocorrida na Câmara Municipal na última sexta-feira, 30.

      

Após a aprovação de 27 propostas na 1ª Conferência de Segurança Urbana e Cidadania de Juiz de Fora, realizada nos dias 29 e 30 de agosto, o próximo passo será a análise da legalidade e constitucionalidade do que foi sugerido para que seja incluído no Plano Municipal de Segurança Urbana e Cidadania, que deverá ser encaminhado e votado na Câmara Municipal ainda este ano. O trabalho de análise será feito pela Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania do município. A Conferência foi uma realização conjunta da Prefeitura de Juiz de Fora com a Câmara Municipal e com a parceria e apoio de vários órgãos.

As propostas apresentadas na plenária final no Legislativo, na última sexta-feira, foram resultado de um dia inteiro de debates com a participação de 180 representantes da sociedade civil organizada, agentes das forças de segurança e da população em geral que participaram de grupos de trabalho. Foram criados seis eixos temáticos de debate: Integração das forças de segurança pública; diálogo e participação popular; prevenção social do crime e construção da cultura de paz; pesquisa e produção de inteligência; justiça, violência contra a mulher e segurança pública e o papel da imprensa na segurança pública.

A expectativa é de que o plano seja apreciado também pelo Conselho Municipal de Segurança Urbana e Cidadania, cuja criação já está em tramitação na Câmara. O presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara, vereador Sargento Mello Casal (PTB), um dos organizadores do evento, ressalta o sucesso da conferência. “É o início de um pequeno projeto que pode trazer um futuro melhor para a cidade no que se refere à vinda de recursos federais. O Plano Municipal e o Conselho vão habilitar a cidade a buscar os recursos”.

Juiz de Fora, segundo o secretário de Segurança Urbana e Cidadania, José Sóter de Figueirôa Neto, vai pleitear junto ao Fundo Nacional de Segurança Pública, recursos da ordem de R$ 12 milhões para a implantação das políticas públicas. O secretário elogiou o resultado da conferência, que considerou “um sucesso” e a parceria de Legislativo e Executivo. Ele lembrou da “tarefa árdua” do processo de municipalização da segurança pública. “É o primeiro plano de segurança da história de Juiz de Fora. E o que todos nós queremos e desejamos é uma cidade feliz, segura e justa. Hoje plantamos uma semente. Estamos fazendo história não só para nós, mas nossos filhos e netos.” Figueirôa ressaltou que será um plano decenal e que é importante que as políticas sejam de Estado e não de Governo, para que persistam e tenham resultado.

A professora Letícia Paiva Delgado, da comissão organizadora da Conferência, avaliou que o evento foi positivo, com projetos interessantes e fortalecimento do município no seu papel de construção de um modelo de segurança pública focado na cidadania, com participação das forças de segurança e grande adesão da sociedade civil.

Segue as propostas da 1ª Conferência de Segurança Urbana e Cidadania de Juiz de Fora: http://www.camarajf.mg.gov.br/anexos/conferencia_seguranca.pptx

 

Informações: 3313-4734 / 4941 - Assessoria de Imprensa

 

Visualizada pela 70ª vez

Câmara Municipal de Juiz de Fora
Rua Halfeld, 955 - Centro, Juiz de Fora/MG
Tel: (32) 3313-4700

design by
©2011 Câmara Municipal de Juiz de Fora | Licensa Creative Commons