Buscar
 

Arquivo de Notícias

11/02/2020

Fiscaliza JF verifica infraestrutura da UBS no bairro Santo Antônio

Unidade passou por uma reforma recentemente e apresenta problemas pontuais de climatização; vereador pondera que há necessidade de reforço na atenção primária 

 

O Fiscaliza JF esteve na Unidade Básica de Saúde do bairro Santo Antônio na sexta-feira, 7, para verificar a infraestrutura e as condições de funcionamento da unidade, referência para cerca de 11 mil pessoas e que conta com três equipes completas de Saúde da Família, sendo três médicos, três enfermeiros e três técnicos de enfermagem, além de um dentista e um farmacêutico na parte da manhã. Acompanhou a visita o vereador Juraci Scheffer (PT).  

Na unidade são feitos diariamente cerca de 40 atendimentos médicos, e a supervisora da UBS, Luana Torres, contou que a maior preocupação é com a recepção. “A falta de um recepcionista, tanto aqui quanto em todas as outras unidades básicas, sobrecarrega demais o serviço porque a gente deixa de atender situações específicas da unidade, como vacinas, coleta de sangue, curativos, entre outros atendimentos”, explicando que há um revezamento entre os profissionais de saúde para a função da recepção.

Coordenador do Fiscaliza JF, Vinícius Azevedo, explicou que a função na visita é identificar não só problemas estruturais, mas até dificuldades de trabalho. “A unidade é muito quente, isso dificulta o desempenho do servidor, mas é ruim também para o usuário que está aqui aguardando. Não é um lugar confortável, não é um lugar receptivo para quem já está vindo procurar um auxílio por estar doente”, salientando que há necessidade de climatização na sala de vacinas e no salão de reuniões.  

O vereador Juraci Scheffer observou que a unidade está bem conservada, passou por uma pequena reforma recentemente, porém há a necessidade de amenizar o calor, melhorar a circulação de ar. Além disso, o vereador considera que apenas três médicos é pouco para uma população de 11 mil pessoas. “As pessoas estão tendo que vir muito cedo pra cá, quatro da manhã; são poucas consultas, eu acho que isso é uma questão de todas as unidades básicas de saúde” lembrando que a gestão da Saúde é tripartite, com recursos da União, do Estado e do Município, e este último absorve a maior demanda, sendo obrigado a alocar mais recursos; desse modo, a solução é uma boa gestão. 

“A população está sofrendo, muita gente desempregada, as pessoas estão adoecidas, precisam do carinho e da atenção do setor público, e o SUS é o plano de saúde das pessoas mais humildes, atende a grande população brasileira. Nós temos que defender o Sistema Único de Saúde e valorizar sempre as unidades básicas, o atendimento primário, para que aqui já tenha a solução dos problemas, evitando que a urgência e emergência sejam ocupadas do jeito que são. Se fizermos o controle das doenças crônicas e outras doenças, temos condições de melhorar muito a Saúde em Juiz de Fora. A Câmara Municipal está fazendo a sua parte, está acompanhando a gestão, a Câmara devolveu para a prefeitura R$ 6 milhões e pediu que esses recursos fossem usados na Saúde”, finalizou o vereador.    

 

Informações: 3313-4734 / 4941 - Assessoria de Imprensa

Visualizada pela 502ª vez

Câmara Municipal de Juiz de Fora
Rua Halfeld, 955 - Centro, Juiz de Fora/MG
Tel: (32) 3313-4700

design by
©2011 Câmara Municipal de Juiz de Fora | Licensa Creative Commons