Buscar
 

Arquivo de Notícias

06/03/2018

Vereadora Delegada Sheila ministra palestra sobre violência contra a mulher

Como parte das atividades da Semana da Mulher na Câmara Municipal, a presidente da Comissão de Direitos das Mulheres, vereadora Delegada Sheila (PTC), palestrou sobre a violência contra as mulheres na tarde desta terça-feira, 06, no plenário da Câmara Municipal. O público presente não se limitou apenas a escutar, mas apresentou relatos e tirou dúvidas com a vereadora, que já atuou como delegada na Delegacia da Mulher.

Na abertura da palestra, Sheila destacou que a violência contra a mulher é um problema complexo e difícil de ser tratado, que atinge todas as idades, locais e classes sociais. “No trabalho, sofremos com a desigualdade salarial e com o assédio. No casamento, sofremos agressões físicas, psicológicas e sexuais. Na mídia, as mulheres têm o corpo explorado através da coisificação”, afirmou a vereadora.

De acordo com Sheila, mesmo com os avanços obtidos através da lei Maria da Penha, muitas mulheres têm medo de denunciar, o que acaba perpetuando a violência. “Todos os dias, 15 mulheres são assassinadas de forma violenta no Brasil. O medo é real. Não há um oficial da lei  o tempo todo na casa dela e  muitas vezes o agressor é ligado ao crime organizado, o tráfico de drogas ou mesmo tem uma arma de fogo em casa. Não podemos criticar a mulher por não denunciar”, concluiu.

Apesar de Juiz de Fora contar com a Delegacia da Mulher e também a Casa da Mulher,  essa estrutura de proteção não funciona no período da noite e durante finais de semana e feriados, período de maior ocorrência de agressões. Segundo Sheila, isso dificulta ainda mais a realização da denúncia, pois a vítima normalmente será conduzida para uma delegacia de plantão, onde ficará próxima do agressor e o tempo de espera será maior, já que a delegacia terá de atender outros tipos de ocorrência, como furtos e tentativas de homícidio.

Outro fator característico mencionado durante a palestra é que a vítima é isolada da sua rede de apoio. Neste caso,  ela é impedida de trabalhar e é incentivada a cortar relações com amigos e também com a família. Quando a agressão ocorre, a mulher se vê desamparada e sem nenhum tipo de apoio ou encorajamento para realizar a denúncia.

“Nós não temos quase nada de políticas públicas em relação ao combate da violência contra a mulher. Essas são medidas que precisamos cobrar do Estado. Não apenas eu, como parlamentar, mas todos nós. É o dinheiro dos nossos impostos que tem que ser direcionados para isso. Precisamos lutar pelos nossos direitos”, declarou Sheila  ao final da palestra.


Informações: 3313-4734 / 4941 – Assessoria de Imprensa
 

Visualizada pela 190ª vez

Câmara Municipal de Juiz de Fora
Rua Halfeld, 955 - Centro, Juiz de Fora/MG
Tel: (32) 3313-4700

design by
©2011 Câmara Municipal de Juiz de Fora | Licensa Creative Commons